sexta-feira, 4 de setembro de 2015

Teoria do Big Bang e Evolucionismo, são frutos filosóficos da mitologia grega para o naturalismo

Cosmos 

    Como surgiu o universo? Com certeza, você já deve ter se questionado a respeito deste assunto, e por si só é uma questão um tanto curiosa. Lembro - me muito bem dos livros didáticos, como o de ciências, biologia, geografia, história, enfatizando mais a teoria do Big Bang. Mesmo eu crendo no Criacionismo, me despertou a curiosidade, de saber como surgiu essa teoria, quem criou, enfim. Parece que quando se pensa na resposta, da um "nó" no cérebro, não é mesmo? Enquanto pesquisava sobre esse tema tão polêmico desde sempre  principalmente entre cientistas,  ateus e cristãos. Descobri algo bem parecido, ou melhor, contendo os mesmos traços com a hipótese do Big Bang. 

  • Cosmologia
      O termo cosmologia (vem do grego, cosmo: "ordem/mundo", logia "estudo") é uma das raízes da astronomia, na qual estuda a evolução do Universo, tomando como partida a aplicação ao sistema científico.
   Na mitologia dos fenícios, ponderam os astros e os elementos da natureza como tendo vida própria ,  elementos como o sol, a Terra, o céu, o oceano. Sendo assim honrando - os, em outras palavras, adorando - os como deuses. Portanto para eles, a explicação ao início do cosmos é a ação do ambiente natural deles mesmos, sendo deuses. 
   Tales de Mileto (em média 623 - 546 a.C) pré-socrático, foi filósofo, matemático, engenheiro, homem de negócios, astrônomo na Grécia Antiga. Em sua época foi efetivado um dos primeiros filósofos a modificar esse pensamento fenício, em atentar nas observações da natureza, buscando uma explicação lógica da physis (progresso/evolução do mundo). No pensamento de Tales , ao observar a contínua modificação das coisas uma nas outras,  sendo assim, a suspeita é que tudo isso é uma coisa só , ou seja, parte de um único princípio.
  O filósofo Aristóteles conservou em seus escritos, as opiniões de Tales:
• Metafísica: "Tales diz que o princípio de todas as coisas é a água, sendo talvez levado a formar essa opinião por ter observado que o alimento de todas as coisas é úmido e que o próprio calor é gerado e alimentado pela umidade. Ora, aquilo de que se originam todas as coisas é o princípio delas. Daí lhe veio essa opinião, e também a de que as sementes de todas as coisas são naturalmente úmidas e de ter origem na água a natureza das coisas úmidas".
Nota: Por mais que os filósofos contemporâneos e cientistas achem fraca a teoria de Tales, a água também está presente na explicação da teoria do Big Bang.
• A Alma: "E afirmam alguns que ela [a alma] está misturada no todo. É por isso, talvez, que Tales pensou que todas as coisas estão cheias de deuses.
   Parece também que Tales, pelo que se conta, supôs que a alma é algo que move, se é que disse que a pedra (ímã) tem alma, porque move o ferro".
Nota: O imã  não tem vida, e o ferro (que também não tem vida), perto um do outro se movem, é uma ação natural. Neste experimento ele não está falando no sentido religioso. Portando para Tales, afirma que nesse sentido não precisa de deuses para explicar a origem do mundo, pois  por conta do imã e ferro se movimentam sozinhos, não há intervenção de uma mão externa / sobrenatural para que aconteça tal ação.
   Essa dedicação do filósofo Tales de Mileto, fez uma revolução no pensamento do homem para a explicação do cosmos, na qual não precisa mais da intervenção dos deuses para o início do universo, e sim, partindo dos elementos da natureza.
Filosofo Anaximandro
   Anaximandro (610 - 547 a.C) pré-socrático, geógrafo, astronômico, matemático, político e ateu . Ele é declarado o fundador da astronomia na Grécia, por conta da medição das estrelas e das estaturas da mesma. Foi um discípulo, seguidor de Tales, mas, ele não acreditava que o início de  tudo era a água, e nem mesmo nos elementos da natureza, que são: terrafogoar e água. Buscando assim uma explicação mais racional, na qual adota, que o começo de tudo se chama a-peiron, que significa, infinito na quantidade e na qualidade, mais especificamente, gerando os opostos, quente-frio, seco-molhado, e logo é arruinado, em seguida voltando para o a-peiron de acordo com a  "necessidade" , surgiu do nada,  não tem começo e não tem fim, e por ser um universo em uma extensão infinita de espaço, neste sentido pode desenvolver todas as coisas. 
   Ao mesmo tempo em que Anaximandro cria o termo a-peiron para entender como originou o universo, ele se questiona como surgiu os opostos que se formam no a-peiron. Em seu entendimento, as coisas se criam na luta entre os contrários, o frio não pode existir enquanto o quente já existe, ou seja, os dois tem que surgir ao mesmo tempo, e para isso acontecer, os opostos tem que se encontrar no mesmo período. Ele acredita que o planeta Terra é redondo, na qual percebia que era rodeado por vários círculos cósmicos, e que este mundo fica suspenso sem auxilio de algo.
   Além de buscar uma explicação para a origem do universo, Anaximandro tinha suas ideias evolucionistas:
"Para ele o sol é que fez que do líquido do lodo marinho nascessem os primeiros seres vivos. Esses seres marinhos aos poucos foram se desenvolvendo em seres mais complexos. O homem teria se formado inicialmente dentro de alguns peixes. Ali ele se desenvolveu e foi expulso quando cresceu a um tamanho suficiente para se auto manter".(MARCONATTO, 2015)
George Lemaître
   Os romanos liam todas as literaturas dos gregos mesmo sendo pagãos, na época da Idade Medieval os monges faziam cópias e adaptavam para o cristianismo.
  Teorias antigas que são parecidas com as modernas. Lembrando, que não só foram cientistas céticos  que buscaram  entender a origem das coisas, mas também cientistas religiosos, no qual podemos citar aqui o Georges-Henri Édouard Lemaître (1894 - 1966), foi um padre católico, astrônomo, cosmólogo, físico belga e professor na Universidade Católica de Leuven. Ele  criou a teoria da expansão do universo, na qual ficou conhecido como o Big Bang, para explicar a origem do vasto universo, sendo que ele acabou dando um nome específico, a "hipótese do átomo primordial" ou "Ovo cósmico"
  Toda essa estrutura da hipótese de Lemaître é fundamentado na teoria da relatividade do famoso físico Albert Einstein (1879-1955), nos conhecimentos do astrônomo Edwin Hubble (1889-1953) e Milton Humason (1891-1972), nas quais eles afirmam que o universo não está paralisado, e sim, continuamente deve estar em expansão, pois as galaxias estão se distanciando umas das outras. No tempo passado elas poderiam estar mais próximas, retrocedendo até ao único ponto. 

  • Percurso do George Lemaître na física

      Começou a produzir seu relatório sendo assim divulgado em 1927, com o seguinte tema, "Um universo homogêneo de massa constante e raio crescente representando a velocidade radial das nebulosas extragaláctica", neste relatório, apresenta sobre a expansão do universo, propondo que o início foi ajuntada de um tamanho finito, sendo que no qual este trabalho é o modelo do universo paralisado de Albert Einstein, mas ainda não entra a  questão do "átomo primordial". Não houve um impacto ou sucesso na sua publicação, pois não foi analisado pelos astrônomos fora de Bélgica.
    Einstein não aceitou a ideia de Lemaître, que o universo está se expandindo. Lembrou o padre no que o físico disse para ele, "Seus cálculos estão corretos, mas sua física é atroz". A tese de doutorado que Lemaître defendeu, foi sobre "gravitacional campo de uma esfera de fluido de densidade invariante uniforme de acordo com a teoria da relatividade". Após o processo do seu doutorado, ele foi designado o professor ordinário , da Universidade Católica de Leuven.
Átomo primordial ou Ovo cósmico
   Por volta de 1931, a Associação Britânica, convidou Lemaître para uma reunião sobre o universo físico e espiritualidade. Neste local ele disse que o universo se expandiu de um ponto inicial, no qual ele intitulou de "Primeval Aton", escreveu em um relatório publicado pela Nature, uma revista científica. Ele também descreveu o processo, "o Ovo Cósmico explodindo no momento da criação", ao transmitirem na rádio BBC por Fred Hoyle sobre essa teoria, nomearam de "Big Bang", o qual este nome se estende até ao nossos dias. E esse estudo desenvolvido pelo sacerdote da igreja, se agregou com o ceticismo .
   Em 1933 quando o belga retomou o assunto da expansão do universo, de uma forma mais detalhada no Anais da Sociedade Científica de Bruxelas. Ficou conhecido pelos jornais do mundo, como o: líder da nova física cosmológica.
   Em 1935 após Lemaître ter explicado para Einstein, ele gostou do que ouviu, sendo mais especifico, a respeito de que os raios cósmicos podem ser o que sobrou da explosão inicial.
   Em 1936 foi escolhido como membro da Academia Pontifícia das Ciências (criado pelo Papa Pio XI, no Vaticano), tendo o papel como presidente até a sua morte. Foi mencionado como autoridade eclesiástica (Mensenhor, termo utilizado para a autoridade eclesiástica romana) em 1960 pelo Papa João XXIII.  
   Em 1941 foi nomeado membro da Real Academia de Ciências e Artes da Bélgica.
   Em 1948 a teoria do Big Bang foi divulgado pelo físico George Gamow (1904-1968), e o sacerdote católico Georges Lemaître, para  eles esse episódio teria surgido entre 10 a 20 bilhões de anos atrás. A expressão de explosão, diz respeito há uma vasta liberação de energia, e é nesse meio que nasce o espaço-tempo. 
  Em 1951 o Papa Pio XII pronunciou que a teoria de Lemaître proporcionou uma confirmação para o catolicismo. Ele como padre e físico, ficou magoado quando o Papa anunciou que sua teoria era neutra e que não havia nenhuma contradição entre, a hipótese do "Big Bang" e sua religião.  Daniel O'Connell pesquisador científico do Papa, tentou fazer a cabeça do líder religioso para não falar mais publicamente sobre  criacionismo (Gênesis diz que Deus criou o mundo em seis dias literais e no sétimo dia descansou), e o papa aceitou  o pedido dele. Lemaître convenceu o Papa a parar de divulgar sobre a cosmologia, mesmo ele sendo um católico devoto, era contra a união da ciência  com a religião. Apesar de que ele mesmo opinava que esses dois campos não entravam em conflito.
Cientista e sacerdote, Lemaître sempre soube que a sua ciência o levaria a entender a natureza, e a sua fé, ao seu Deus criador.
     Nos períodos de 1950 ele foi findando o cargo docente.
   Suponhamos que Lemaître estivesse vivo hoje, ele não iria gostar nenhum pouco do líder  católico romano atual, Francisco, que disse em uma reunião científica do ano passado. Esse episódio passou nos jornais, veja o vídeo abaixo:

VÍDEO


Lista de clérigos de cientistas católicos romanos que contribuíram para igreja.


  • Conflitos entre o Big Bang, Evolucionismo x Criacionismo

  Criador 
   Criacionismo: Deus
   Big Bang: Não precisa da intervenção de um Deus, ou deuses.
Nota: Não sei porque ainda existe tanto debate do catolicismo querer provar que Deus, começou tudo com a expansão do universo por amor, que tem em média de 13,3 a 13,9 bilhões de anos atrás. Se Deus é Deus, e Ele quiser criar em segundos, milésimos de segundo, Ele cria, pois Ele é Deus, Ele é quem fez a contagem do tempo. Deus fez tudo certo para que o homem não ficasse quebrando a cabeça, mas, ainda existe os que gostam de aventurar-se e criar teorias de origem, em outras palavras, sendo deus no lugar de Deus. Querer explicar de outra maneira aquilo que Deus já deixou revelado na Bíblia Sagrada, é tudo filosofia. Isso é mais cabível para os céticos, na qual buscam explicar através da teoria sem a intervenção de Deus, ou deuses, no entanto os ateus por meio dos debates eles sempre querem ganhar com isso. O que  o cristão quer acolher discutindo esse assunto da teoria do Big Bang? Mais uma reflexão aqui: os apóstolos ficavam debatendo sobre origem, incluindo, milhões, bilhões de anos atrás? Qual foi o papel deles, deixado por Cristo? Quantos dias tem a semana no calendário que Jesus e os demais seguidores seguiam? Pesquisem, "mexam os palitos"  e irão descobrir.
   A profecia é certa, "... e lançou a verdade por terra, e o fez, e prosperou." (Daniel 8:12)
   "E vi outro anjo voar pelo meio do céu, e tinha o evangelho eterno, para o proclamar aos que habitam sobre a terra, e a toda a nação, e tribo, e língua, e povo, dizendo com grande voz: Temei a Deus, e dai- lhe glória; porque é vinda a hora do seu juízo. E adorai aquele que fez o céu, e a terra, e o mar, e as fontes das águas." (Apocalipse 14:6,7).
   "Porque em seis dias fez o Senhor os céus e a terra, o mar e tudo que neles há, e ao sétimo dia descansou; portanto abençoou o Senhor o dia do sábado, e o santificou." (Êxodo 20:11)
   O apóstolo Paulo disse na carta de Hebreus, "Porque em certo lugar disse assim do dia sétimo: E repousou Deus de todas as suas obras no sétimo dia. E outra vez neste lugar:Não entrarão no meu repouso. Visto, pois, que resta que alguns entrem nele, e que aqueles a quem primeiro foram pregadas as boas novas não entraram por causa da desobediência, determina outra vez um certo dia, Hoje, dizendo por Davi, muito tempo depois, como está dito: Hoje, se ouvirdes a sua voz, Não endureçais os vossos corações. Porque, se Josué lhes houvesse dado repouso, não falaria depois disso de outro dia. Portanto, resta ainda um repouso para o povo de Deus. Porque aquele que entrou no seu repouso, ele próprio repousou de suas obras, como Deus das suas." (Hebreus 4:4-10)
   "Porque o Filho do homem até do sábado é Senhor." (Mateus 12:8)
  "E, como era do mesmo ofício, ficou com eles, e trabalhava; pois tinham por ofício fazer tendas. E todos os sábados disputava na sinagoga, e convencia a judeus e gregos. E, quando Silas e Timóteo desceram da Macedônia, foi Paulo impulsionado no espírito, testificando aos judeus que Jesus era o Cristo. (Atos 18:3-5)
   "E Paulo, como tinha por costume, foi ter com eles; e por três sábados disputou com eles sobre as Escrituras, expondo e demonstrando que convinha que o Cristo padecesse e ressuscitasse dentre os mortos. E este Jesus, que vos anuncio, dizia ele, é o Cristo. (Atos 17:2,3)
Nota: Mesmo o apóstolo Paulo pregando Cristo, e que ele ressuscitou ao terceiro dia,  os seguidores de Cristo também guardavam o sábado.

   Dia de adoração 
   Criacionismo: O sábado
   Big Bang: Se não precisa da intervenção de um Deus ou deuses, não há dia santo.
  Tempo
   Criacionismo: ”A sabedoria que anunciamos é a sabedoria secreta de Deus, escondida dos seres humanos, a sabedoria que o próprio Deus, antes mesmo da criação do mundo, já havia escolhido para a nossa glória” (1 Cor 2:7)
   "Na esperança da vida eterna que  Deus que não  mente prometeu antes dos tempos eternos..." (Tito 1:2)
   Big Bang: "A teoria do Big Bang, grande explosão, tornou-se a explicação da expansão do universo desde suas origens, no tempo, decidindo  o conceito de que o tempo teve uma origem)". (Lemaître)

  Mundo   
   Criacionismo: "No principio, criou Deus o céus e  terra, a terra estava sem forma e vazia..." (Gênesis 1:2)
   "No começo,  fundaste a terra, e os céus são obra de tuas mãos". (Salmos 102:25) e  (Hebreus 1:10).
    Big Bang: "De acordo com os cientistas, nosso planeta deveria ter sido uma enorme massa pastosa incandescente que ao longo do tempo se resfriou, desprendendo gases e vapores". (Procópio, 2015)

   Homem
  Criacionismo: "Então formou o Senhor Deus ao homem do pó da terra e lhe soprou nas narinas o fôlego de vida, e o homem passou  ser alma vivente". (Gênesis 2:7)
  Evolucionismo: "viemos dos nossos ancestrais, os primatas".  (Charles Darwin)

  Reprodução
  Criacionismo: "E fez Deus os animais selváticos, segundo a sua espécie, e os animais domésticos , conforme a sua espécie , e todos os répteis  da terra, conforme a sua espécie. E viu Deus que isso era bom. (Gênesis 1:25)
  Evolucionismo: "a partir das moléculas, sendo assim a evolução dos seres micro ao macro.".  (Charles Darwin)


Minha opinião sobre a origem:
  A mulher é um ser complexo. O que é necessário para gerar um filho? É só fazer sexo? Não! O entendimento é mais profundo do que uma simples relação sexual. Para gerar um filho é necessário  um ser completo, contendo toda a estrutura necessária para se multiplicar, e também tendo a participação do homem por conta do espermatozoide, em outras palavras, se não ter um ser completo não há geração. 
  Seguindo a lógica da teoria do "Átomo primordial"
  É uma partícula muito pequena e originalmente estava densamente muito quente, conforme foi se expandindo, esfriou- se. O que causou para essa partícula ser originalmente muito quente? O que tinha fora desse átomo antes de se expandir? Se no vácuo do espaço teve uma partícula que se transformou, em outras palavras, teve uma reação química ou física, e gerou um universo, então existe outros universos. E da onde vem tanta matéria sendo que a partícula não tem matéria visível? Se você observar um vídeo mostrando o Big Bang, irá me entender. Sabe, por isso que agora entendo, o porque de ser  datado a origem do Universo como sendo 13,3 a 13,9 bilhões de anos atrás, pois essa teoria toda esquematizada, precisa de um tempo muito distante, na qual mesmo que fosse verdade absoluta, será um dado incerto para sempre, pois a metragem do tempo continuamente irá mudar de séculos em séculos pelos futuros estudiosos, e até lá quem sabe, já exista outra teoria superando a do Big Bang e do Evolucionismo. 
   Esse átomo não é uma partícula completa, é como se fosse um balão resistente, e por dentro "originalmente" quente, sendo assim, enchendo-a de ar atingirá sua expansão até estourar e não virar em mais nada. "Há! Mais a teoria do Big Bang é mais complexo que um simples exemplo de balão!" Pois é né, querem explicar o que é natural, sendo que o balão é o que chega mais próximo para explicar visivelmente. O que aplicam aos experimentos querem fundamentarem nas suas hipóteses, e por que o balão não pode entrar nessa? Não adotam esse teorema, pois o balão é limitado e explode, ai lá se vai a diversão para entender o universo com uma mente tão finita.

• Programa Evidências - A origem do Universo




Analisada e corrigida
Jessica Santiago


Referências bibliográficas 

FRANCISCO, Wagner de Cerqueira. Big Bang - A teoria do Big Bang. Disponível em: <http://www.brasilescola.com/geografia/big-bang.htm>. Acesso em 04 Set 2015.
MARCONATTO, Arildo Luiz. Anaximandro (610 - 547 a.C). Disponível em: <http://www.filosofia.com.br/historia_show.php?id=8>. Acesso em 02 Set 2015.
Wikipedia. Cosmologia. Disponível em: <https://pt.wikipedia.org/wiki/Cosmologia>. Acesso em 02 Set 2015.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...